Datas Comemorativas

Hoje é: Dia de Nossa Senhora de Guadalupe (Padroeira da América).

Amanhã é: Dia do Deficiente Visual.

UFPR instala novo campus, que reforça identidade universitária da região do Rebouças

O nono campus da Universidade Federal do Paraná em Curitiba foi instalado oficialmente nesta segunda-feira (25). Localizado no bairro Rebouças, num imóvel que pertenceu à extinta Rede Ferroviária Federal, o campus passa a abrigar o Departamento de Turismo e parte do Setor de Educação. De acordo com o reitor Ricardo Marcelo Fonseca, além dos benefícios para a própria universidade, a nova unidade contribuirá para revitalizar a região, consolidando-a como um polo universitário.

“É um dia de festa não apenas para a UFPR, que ganha um novo campus num momento em que a falta de recursos impede a expansão das universidades públicas federais, mas também para Curitiba. Estamos devolvendo à cidade um prédio histórico recuperado”, disse o reitor. “Além disso, a presença da universidade aqui trará mais vida para a região e reforçará a identidade universitária do Rebouças, que já abriga a UTFPR e o IFPR.”

O novo campus está instalado numa área de 15 mil metros quadrados, na esquina da Avenida Sete de Setembro com a Rua João Negrão. Por enquanto, são dois prédios: o Edifício Teixeira Soares, uma construção da década de 1940, com 10,5 mil metros quadrados, declarada Unidade de Interesse de Preservação (UIP) do município de Curitiba; e o Anexo A, recém-construído, com 2.177 metros quadrados.

O reitor e a vice-reitora da UFPR, Graciela Bolzón de Muniz, fizeram a entrega simbólica das chaves do campus às direções do Setor de Ciências Humanas, do Setor de Educação e do Departamento de Turismo. As unidades que ocuparão o novo campus estão atualmente no complexo da Reitoria. “Como efeito colateral da mudança, teremos liberação de espaços no complexo da Reitoria, melhorando as condições para alunos, professores e técnicos do Setor de Ciências Humanas. E, além disso, algumas unidades, como a Editora UFPR, sairão de espaços alugados, gerando economia para a universidade”, afirmou Ricardo Marcelo.

O reitor compartilhou a alegria pela instalação do campus com as gestões que o antecederam na Reitoria, como a do professor Zaki Akel Sobrinho, presente à solenidade, e do professor Carlos Moreira, que negociou a cessão do imóvel da RFFSA para a UFPR, em 2008. “Cumprimento a numerosa e dedicada equipe que durante muitos anos fez todos os esforços para que isto se tornasse realidade”, disse.

Segundo ele, o esforço agora será para viabilizar a conclusão do projeto do Campus Rebouças, que prevê mais dois anexos: o Anexo B, cujas obras foram iniciadas e depois interrompidas por falta de recursos e também por uma disputa judicial entre as participantes da licitação; e o Anexo C, em frase de projeto. “Vamos trabalhar para que os nós que impedem a expansão sejam desatados, apesar de vivermos um momento de cortes brutais nas verbas de capital para as universidades públicas federais”, afirmou o reitor.

“Este será um grande polo de educação na nossa universidade e no Paraná”, disse a diretora do Setor de Ciências Humanas da UFPR, professora Lígia Negri, depois de receber as chaves simbólicas do local. “Num momento tão difícil, de cortes nas verbas públicas e administração de impasses, receber um prédio dessa qualidade é muito importante.”

As instalações

O novo campus tem um total de 12.677,87 metros quadrados de área construída. O Setor de Educação ocupará 4.135 metros quadrados e o Departamento de Turismo, 820 metros quadrados.

Além das salas de aula, salas para professores, núcleos e grupos de pesquisa e espaços administrativos, o campus tem uma biblioteca com 1.085 metros quadrados e três auditórios, cada um para 150 pessoas, com isolamento acústico e paredes moduláveis, que podem ser removidas para formar um único auditório.

O campus também possui sistema de ar condicionado e um sistema de segurança formado por 54 câmeras internas, ligadas a uma central de monitoramento.

O Edifício Teixeira Soares, que no passado abrigou a sede da RFFSA em Curitiba, passou por um criterioso processo de recuperação. Foram preservados aspectos originais da construção, como o lustre, as portas, o piso e as escadas de mármore do saguão de acesso. Ao lado desse saguão, há um espaço reservado para um museu da memória ferroviária, que será mantido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

também foi preservada a área antigamente destinada aos pátios de manobras de trens. Situada junto à Avenida Sete de Setembro, e alinhada com a Ponte Preta, sobre a Rua João Negrão, essa faixa de terreno foi tratada como um grande pátio livre ajardinado.

Quando o campus estiver em pleno funcionamento, esta área poderá ser utilizada como uma praça de encontro para a comunidade da UFPR e a população que circula na região.O novo campus ainda abriga amplos espaços livres e cobertos para uso dos estudantes. Além de permitir a permanência dos alunos para encontros, conversas, estudos e pesquisa, esses espaços poderão ser utilizados para eventos da UFPR.

Presenças

A solenidade de instalação contou com a presença do coordenador de Ensino Superior da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Mário Candido de Athayde Júnior; da secretária municipal de Educação, Maria Sílvia Bacila; do reitor da UTFPR, Luiz Alberto Pilatti; de representantes de várias instituições e entidades de classe; pró-reitores e chefes de setores e departamentos da UFPR e de outras instituições de ensino superior; servidores e estudantes.

Campus Rebouças da UFPR
Localização: esquina da Rua João Negrão com a Avenida Sete de Setembro
Área do terreno: aproximadamente 15.000 m2
Potencial construtivo (x4) = aproximadamente 60.000 m2 de área útil
Área total atual: 12.677,87 m2Área total prevista: 64.451,46 m2

Edifícios a serem ocupados de imediato:
Edifício Teixeira Soares (antiga sede da Rede Ferroviária Federal S/A – RFFSA)
Área total – 10.500,00 m2, divididos em quatro pavimentos

Anexo “A” - Recém construído
Área total – 2.177,87 m2, divididos em 3 pavimentos

Complementam o projeto
Anexo “B” - em obras
Área total – 11.900,00 m2 divididos em 9 pavimentos

Anexo “C” - Em projeto para futura edificação
Área total prevista – 40.805,00 m2 em 15 pavimentos

obs: respeitar letras maiúsculas e minúsculas

obs: respeitar letras maiúsculas e minúsculas

Artigo do Dia

Somos mal-educados dentro e fora do WhatsApp?



Autor(a):

Acedriana Vicente Vogel