Datas Comemorativas

Hoje é: Dia do Médico.

Amanhã é: Dia do Profissional da Informática.

Estudante curitibana cria embalagem sustentável para alimentos

Principal premiação feminina da América Latina, o Prêmio Claudia chega à 22ª edição em 2017 reconhecendo iniciativas que promovem impacto social em todo o país. Entre os trabalhos finalistas deste ano, está o da estudante de Curitiba Sayuri Magnabosco, finalista na categoria Revelação.

Enquanto ainda era aluna do ensino médio, Sayuri desenvolveu uma embalagem ecológica para a venda de alimentos em supermercados. No lugar de isopor, material normalmente usado nesse tipo de produto, ela usou bagaço de cana-de-açúcar, resíduo da produção de etanol e, por isso, abundante no Brasil. A invenção rendeu lugares nos pódios de feiras de ciências nacionais e internacionais. Agora ela se prepara para iniciar o curso de engenharia nos Estados Unidos.

Na categoria, além de Sayuri, concorrem MC Soffia, que, aos 13 anos, faz rimas sobre o empoderamento feminino, e a cientista política Tabata Amaral de Pontes. A vencedora será conhecida em grande premiação marcada para dois de outubro, na Sala São Paulo, na capital paulistana. Além dela, serão premiadas outras seis mulheres nas áreas de Trabalho Social, Ciências, Negócios, Cultura, Políticas Públicas e Consultora Natura Inspiradora, marca patrocinadora da premiação. A edição deste ano também conta com a inédita Eles por Elas, que vai escolher um projeto comandado por homens, com foco no bem estar das mulheres.

As campeãs de cada categoria serão escolhidas pelo voto popular e a votação já está aberta no site do prêmio: https://claudia.abril.com.br/premio-claudia-finalistas/ 

O Prêmio Claudia é a maior e mais importante premiação feminina da América Latina. Há 22 anos, Claudia, revista líder absoluta em seu segmento, descobre e reconhece mulheres que realizam trabalhos de impacto social em todo o território nacional. A cada edição, as finalistas concorrem em sete categorias diferentes: Ciências, Consultora Natura Inspiradora (para consultoras da marca patrocinadora do evento), Cultura, Negócios, Políticas Públicas e Revelação (para mulheres com menos de 30 anos).

Este ano, a premiação traz uma novidade. Por acreditar que as transformações necessárias para fazer deste um país mais justo só ocorrerão de fato se toda a sociedade estiver incluída, foi criada a categoria Eles por Elas. Nela, concorrem homens que são protagonistas de projetos realizados em nome da igualdade de gêneros.

obs: respeitar letras maiúsculas e minúsculas

obs: respeitar letras maiúsculas e minúsculas

Coluna 10

Artigo do Dia