Datas Comemorativas

Hoje é: Dia do Artista de Teatro.

Amanhã é: Dia do Maçom.

Mais de um milhão de estudantes da rede estadual do PR voltam às aulas

Aulas reiniciaram nesta quarta-feira, dia 26, em todo o Paraná.

O dia começou movimentado nas 2,1 mil escolas da rede pública estadual, na quarta-feira, 26. Depois de uma semana e meia de recesso, as aulas recomeçaram para mais de um milhão de estudantes.

No Colégio Estadual Rio Branco, no bairro Batel, em Curitiba, o clima era de empolgação entre os alunos do ensino médio. As estudantes Liane Dupczak (1º ano de secretariado) e Pamela Chagas Carneiro, do 2º ano B, chegaram cedo à escola e foram direto cumprimentar a merendeira Soeli do Carmo, que trabalha há 27 anos na unidade. “É muito bom rever os amigos”, disse Liane.

Antes das 8h, Soeli já preparava carne e legumes. Ela conta que os cerca de mil estudantes da escola gostam mais de pratos salgados. “Eles não ligam muito para doce, não. Hoje estou preparando quirera e carne, mas o que faz sucesso mesmo é o risoto. Os legumes eu pico em pedaços bem pequenos porque assim eles comem melhor e não ficam separando o que não gostam. Legume é saudável, eles têm que comer”, diz a merendeira.

Este ano, as mil escolas contempladas no programa Escola 1000 executam suas obras e melhorias. Lançado no ano passado por meio da Casa Civil e da Secretaria da Educação, o programa do governo estadual destina R$ 100 milhões para mil unidades da rede em todo Paraná, quase a metade do total de escolas.

O grande diferencial é que foi própria comunidade que definiu as obras prioritárias durante audiências públicas. A maior parte das reformas inclui telhados, quadras, banheiros, refeitórios e serviços de pintura.

Em relação à merenda, o Governo do Estado destinará ao longo de 2017 cerca de R$ 100 milhões para a compra de alimentos. O investimento é parte do Programa Estadual de Alimentação Escolar, que prevê refeições com cardápio diversificado, de forma que os estudantes tenham todos os nutrientes necessários ao seu desenvolvimento.

Ao longo do ano letivo, as unidades escolares recebem remessas de alimentos não perecíveis e de carnes, além de ovos. A lista completa de alimentos entregues anualmente às unidades contempla mais de 150 itens, divididos em três grupos: produtos não perecíveis, entregues entre quatro e cinco vezes por ano; alimentos congelados, entregues a cada 15 dias; e os alimentos da agricultura familiar, que são encaminhados semanalmente às escolas, por serem perecíveis.

Os alimentos oriundos da agricultura familiar compreendem 12 grupos que incluem frutas, hortaliças e pinhão, legumes, tubérculos, temperos, leite, lácteos (queijos, iogurte entre outros), panificados, carnes, sucos, complementos (geleia e doces), feijões e cereal.

A Secretaria de Estado da Educação também oferta cursos de capacitação para merendeiras e merendeiros na modalidade a distância, com certificado reconhecido para avanço no plano de carreira, conforme o item três do programa Minha Escola Tem Ação (Meta), que determina a oferta da formação continuada a todos os profissionais da educação.

obs: respeitar letras maiúsculas e minúsculas

obs: respeitar letras maiúsculas e minúsculas

Coluna 10

Artigo do Dia

O brincar como cultura



Autor(a):

Kelli Darliane Rodrigues da Silva