Datas Comemorativas

Hoje é: Dia do Ministério Público.

Amanhã é: Dia do Técnico da Segurança do Trabalho.

Artigos

Elder Ferrari - elder.ferrari@anhanguera.com

Professor e diretor da Faculdade Anhanguera e membro do Cotrans de Cascavel.

Causas e consequências dos maus hábitos ao volante: motorista infrator ou criminoso?

É fato que uma das consequências dos maus hábitos ao volante pode ser a perda da própria vida. Este questionamento corresponde aos acidentes de trânsito que provocam diversos danos de ordem pessoal, material e às vezes sem saber identificar quem é a vítima e/ou quem é o causador. É necessário remeter a fatos e dados que invoque propostas que estimulem a cultura de prevenção.

Um dos desafios para a redução de acidentes de trânsito é conseguir conscientizar e sensibilizar os motoristas que possuem maus hábitos e àqueles que negligenciam as leis de trânsito. Por mais que seja cobrado nas avaliações teóricas e práticas para a habilitação é comprovado que muitos motoristas descumprem as leis do trânsito corriqueiramente.

Uma das maneiras encontradas pelos órgãos de fiscalização de trânsito para inibir os acidentes foi a criação de leis que multam os motoristas infratores; porém, percebe-se que a aplicação das multas de trânsito não tem sido suficiente para reduzir os casos de acidentes nas vias de Cascavel. De acordo com as estatísticas disponíveis no portal do Corpo de Bombeiros (www.bombeiroscascavel.com.br) em 2014 tivemos 3.727 vítimas de acidentes em meio de transporte e destes 45 vítimas fatais em nosso município. Muitos acidentes levam às vitimas a terem várias sequelas como a perda de membros, traumas psicológicos, paralisias de partes do corpo e em muitos casos longo tempo de tratamento gerando um alto custo financeiro para a família e estado.

Estes dados nos remetem a várias reflexões, contudo sabe-se que o meio social em que o indivíduo está inserido pode influenciar a prática infratora. Neste sentido o motorista que pratica atos infratores e infringe as leis de trânsito pode ter o mau hábito de usar o telefone celular ao volante, dirigir sem utilizar o cinto de segurança, não obedecer as sinalizações e o mais grave: dirigir embriagado.

Em Setembro de 1997 entrou em vigor o Código de Trânsito Brasileiro - CTB através da lei nº 9.503 que determinava no artigo 306 penas de detenção de seis meses a três anos, multa de suspensão ou proibição de se obter permissão ou a habilidade para dirigir veículos automotores todo condutor que, conduzir veículos automotores com capacidades psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outras substâncias [...] e em 09 de Maio de 2014 a lei n.º 12.971 altera a lei n.º 9.503 com penalidades muito mais severas aos infratores com aumento em dobro de algumas multas, maior período na suspensão para dirigir e maior tempo de detenção.

É papel da sociedade cascavelense interagir com os fatos fazendo uma reflexão sobre esta realidade e pensar em ações para a necessidade de criar bons hábitos na direção. Também, conduzir veículos obedecendo as leis vigentes, atentando-se as mudanças de legislação que vem a contribuir com a segurança de todos. Pode-se criar a cultura dos bons hábitos desde muito cedo dentro ambiente escolar. O desafio é: como educar as pessoas para terem paz no trânsito?

De acordo com Rafael Yus em seu livro denominado “Temas Transversais” estas temáticas [...] são um conjunto de conteúdos educativos e eixos condutores da atividade escolar que, não estando ligados a nenhuma matéria em particular, pode-se considerar que são comuns a todas [...] Percebe-se que a família tem renunciado parte do seu papel educativo; assim a escola precisa ampliar sua função de educar para temas transversais como um ensinamento para a vida a exemplo da educação no trânsito e criar uma postura sócio-moral no currículo escolar.

Outros autores já têm criado obras a respeito da metodologia do Aprendizado Baseado em Projetos - ABP. Este tema foi bastante difundido nos Estados Unidos e também em vários países emergentes na década de 90 e está sendo utilizado por milhares de educadores no Brasil; trata-se de uma aprendizagem experiencial onde o educando aprende na prática e em fases determinadas pelo projeto com visitas à campo, testes de laboratórios e investigações diversas.

Dentre os principais benefícios destes modelos de aprendizado, destaca-se a melhora na aprendizagem e aumento no desenvolvimento cognitivo do aluno em função do seu envolvimento com as práticas mais complexas para formar cidadãos críticos e autônomos sobre seus direitos e deveres aos desafios da sociedade.

Para sensibilizar toda comunidade o município de Cascavel instituiu através do decreto n.º 9772/2011 o Comitê Intersetorial de Prevenção e Controle de Acidente de Trânsito no Município de Cascavel-PR - Cotrans. Este comitê esta ligado ao departamento de vigilância em saúde, por meio da divisão de vigilância epidemiologia.

Um dos objetivos deste Comitê é o de propor ações de prevenção e intervenção aos gestores e aos órgãos pertinentes, visando reduzir índices de acidentes, e redução da morbimortalidade por acidente de trânsito.

Nesse sentido o Comitê de Trânsito de Cascavel tem desempenhado sua função de sensibilização e conscientização a toda população de Cascavel independente de idade ou grau de escolaridade; algumas ações têm sido fundamentais para um trânsito melhor. Em 2014 o Cotrans ministrou 49 palestras de sensibilização nas escolas estaduais atingindo um público 4.479 crianças e adolescentes, professores e agentes escolares em 26 escolas e também teve envolvimento direto com ações em datas comemorativas ligadas ao trânsito assim como várias atividades a exemplo das blitz em bares e restaurantes para sensibilizar os motoristas que dirigem sob efeito do álcool e uma sessão pública na Câmara Municipal de Cascavel para um debate aberto com a comunidade.

Assim como órgãos como a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros implantaram o Programa Brigadas Escolares/Defesa Civil na Escola, para estimular desde muito cedo a conscientização para temas como o combate a principio de incêndios, prevenção a pânico, suporte básico da vida e execução de planos de abandonos, a interação com temas de prevenção a acidentes de trânsito na escola também irão contribuir para criar uma cultura de conscientização sobre as causas e consequências dos maus hábitos ao volante e a prática de ações de prevenção nos diversos ambientes sociais e pode ser uma das respostas para que as pessoas tenham mais Paz no Trânsito.

Veja outros artigos deste autorVeja artigos de outros autores

obs: respeitar letras maiúsculas e minúsculas

obs: respeitar letras maiúsculas e minúsculas