Datas Comemorativas

Hoje é: Dia dos Tribunais de Contas do Brasil.

Amanhã é: Castro torna-se sede da capital do Paraná (1894).

Artigos

Jean Gaspar - comunicacao@ligadodesporto.com.br

Mestre em Filosofia pela PUC/SP, é apresentador do programa Filosofia no Cotidiano (TV Cantareira) e presidente da Liga do Desporto.

Caminhos do esporte para todos no Brasil

O esporte tem ocupado cada vez mais os espaços de debate na sociedade brasileira, dada a proximidade da Copa do Mundo e das Olimpíadas que serão realizadas no país, motivo de orgulho para todos nós, brasileiros. Entretanto, vemos que a massificação esportiva não tem recebido a mesma atenção. 

Sem dúvida que são necessários investimentos para esses grandes eventos esportivos. Mas isso não pode significar o abandono de políticas públicas em prol do oferecimento de oportunidades para a população em geral.

O esporte é antes de tudo uma importante ferramenta de coesão social. É um forte gerador de oportunidades para crianças e jovens, além promover o bem-estar e a saúde de quem pratica. A massificação esportiva é, portanto, questão que deve ser valorizada prioritariamente pelos governantes. Não podemos apenas estimular o esporte de alto rendimento e profissional ou focar nos investimentos apenas para os eventos internacionais. Tem-se que investir nas crianças para formarmos futuros atletas, novos gestores, futuros administradores esportivos no Brasil, além das demais profissões diretas e indiretas que o esporte promove.

Como fator de coesão social, o esporte favorece a aprendizagem de valores fundamentais da vida em sociedade, como o respeito pelo outro, a responsabilidade ou ainda a solidariedade, que contribuem para a integração social dos cidadãos e a eliminação das discriminações e preconceitos.

A dimensão educativa do esporte se define pela aquisição de saberes, gosto pelo esforço, trabalho em equipe e desenvolvimento cognitivo, que são as palavras-chave para o sucesso na escola.

Temos também a dimensão sanitária, pelo benefício que a atividade física traz para a saúde e a qualidade de vida das pessoas. Males como obesidade, doenças cardiovasculares, diabetes e um sem número de outras doenças, que a cada ano consomem mais recursos públicos, poderiam ser evitadas com a prática desportiva cotidiana. O esporte tem, dessa maneira, uma relevante função social, educativa e sanitária.

O esporte tem uma relevante função social, educativa e sanitária.

Urge, portanto, iniciativas públicas para criar espaços e condições adequados à prática desportiva. Precisamos difundir a cultura esportiva e, ao mesmo tempo, oferecer infraestrutura apropriada, como construção de quadras poliesportivas e equipamentos para as diversas modalidades, bem como formação de agentes especializados no atendimento a crianças, jovens, adultos e pessoas da terceira idade, além de campanhas de mobilização da sociedade sobre a importância do esporte no cotidiano.

Enquanto esses investimentos em infraestrutura não chegam para a população, é possível otimizar a utilização dos espaços já existentes, nas escolas, tanto no período das aulas de educação física, como no contraturno escolar, de modo que crianças e jovens se afastem das situações de risco, como as vividas na rua, por falta de opção. As escolas podem e devem também ser utilizadas pela comunidade do entorno, favorecendo inclusive a maior participação da família na vida de seus filhos. O projeto Toque de Letras em Guarulhos é uma dessas iniciativas que deram certo.

São ações que podem ser desenvolvidas entre os diferentes atores, envolvendo os governos federal, estaduais, municipais, ONGs, associações e empresas. Uma alternativa é a parceria público-privado, que pode contribuir com a viabilização financeira de iniciativas simples, de baixo custo e de grande impacto social.

Ações desse tipo beneficiam a sociedade de maneira geral, trazendo coesão social, desenvolvimento cognitivo e motor para crianças e melhoria da qualidade de vida e saúde de todos. O esporte, quando bem pensado e utilizado, pode ser um instrumento para o desenvolvimento humano e da sociedade.

Veja outros artigos deste autorVeja artigos de outros autores

obs: respeitar letras maiúsculas e minúsculas

obs: respeitar letras maiúsculas e minúsculas