Datas Comemorativas

Hoje é: Dia Nacional dos Clubes.

Amanhã é: Dia do Comerciante.

Artigos

Décio Luiz Mello Peixoto Faria - decio_faria@yahoo.com.br

Mestre em Administração e Recursos Humanos pela Universidade de Extremadura - Espanha; Administrador Público e de Empresas pela UFPR e Professor de Administração da Fesp.

Mais do que nunca, estudar vale a pena!

“A educação tem raízes amargas,
mas os seus frutos são doces”.
(Aristóteles)

No inverno de 2008 escrevi texto sob o título Estudar sempre vale a pena, e em virtude de inúmeros acessos e compartilhamentos eletrônicos, neste outono de 2013 retomo o tema.

O estudo de 2008 baseou-se em informações do Ministério do Trabalho e Emprego – MTb para o estado do Paraná, analisando o rendimento das pessoas em função de sua escolaridade. Um trabalhador, por exemplo, sem instrução formal possuía remuneração de R$ 466,50; concluindo um curso superior este mesmo profissional passa a perceber R$ 1.405,08, acréscimo de 201,2%.

No nível superior, o estudo demonstrou que o acréscimo percentual na remuneração do trabalhador é mais significativa. De acordo com a mesma fonte, um profissional ingressante em uma faculdade e, até, seu doutoramento, este verá multiplicada por quatro a sua remuneração.

O presente estudo pretende comprovar que também em nível de Brasil, acrescendo-se os anos de estudo, é acrescida substancialmente a renda do trabalhador. As informações foram obtidas do Censo de 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas – IBGE.

A tabela 1 (no final deste texto) demonstra que em 2010 o Brasil possuía em torno de 162 milhões de pessoas com 10 anos ou mais de idade; destes 50,2% não possuíam instrução ou possuíam ensino fundamental incompleto. Sua remuneração média estava na casa de R$ 731,44.

Concluindo o ensino fundamental ou estando para concluir o ensino médio, sua remuneração passa para R$ 974,59, com acréscimo sobre a situação anterior de 33,2%.

Continuando seus estudos, esta mesma pessoa, ao terminar o ensino médio ou tendo iniciado a Faculdade, passa a receber R$ 1.395,22, com elevação de 43,1%.

Com a conclusão do curso superior é que o profissional vê seu rendimento aumentar significativamente. Sua remuneração é triplicada (203,1%), passando de R$ 1.395,22 para R$ 4.228,36.

Tabela: pessoas de 10 anos ou mais de idade, total e com rendimento, e valor do rendimento nominal médio mensal das pessoas de 10 anos ou mais de idade, total e com rendimento, segundo a condição de atividade na semana de referência, por nível de instrução – Brasil 2010.

Confira a tabela AQUI.

Diante destas informações pode-se afirmar com segurança: mais do que nunca, estudar vale a pena!

Veja outros artigos deste autorVeja artigos de outros autores

obs: respeitar letras maiúsculas e minúsculas

obs: respeitar letras maiúsculas e minúsculas