Datas Comemorativas

Hoje é: Dia Mundial da Ciência.

Amanhã é: Dia do Doador de Sangue.

Artigos

Élcio Miguel Prus - imprensa@marista.org.br

Bacharel e Mestre na área de Informática e coordenador geral do Ensino Médio Integrado do TECPUC, centro de educação profissional do Grupo Marista.

Empreendedorismo deve ser desenvolvido desde cedo

O mercado de trabalho está cada vez mais exigente. Não basta ter formação, deve-se ter habilidades e conhecimentos que possibilitem exercer as mais diversas funções – isso é um reflexo do mercado globalizado, empresas virtuais que exigem criatividade, readaptações e redução de custos. Neste cenário, ter contato ainda no ensino médio com conhecimentos, experiências e práticas de algumas profissões preparam o jovem para o primeiro emprego ao mesmo tempo que o auxilia na escolha da formação superior.

Percebe-se que, no geral, os jovens tratam o ensino médio como ultrapassado e desinteressante. Então, é urgente retomar a atração deles nessa etapa de ensino, tanto no aperfeiçoamento do currículo, como também refletir as práticas metodológicas utilizadas. Se os jovens não demonstram interesse em fazer o ensino médio, consequentemente, ficarão desinteressados e desestimulados.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Estatística (IBGE) no Relatório Síntese de Indicadores Sociais 2015, a taxa de conclusão do ensino médio passou de 45,5% para 60,8% entre 2004 e 2014. Em uma década, milhares de jovens saem dos bancos das escolas com a dúvida sobre qual o melhor caminho e profissão seguir.

Neste cenário inserir a formação profissional durante o ensino médio é uma forma de revertermos o quadro de desinteresse dos jovens ao mesmo tempo em que aproximamos o mercado de trabalho dos futuros profissionais ainda dentro da escola. Algumas áreas possibilitam desenvolver habilidades e experiências que podem ser aplicadas a qualquer profissão, como a administração.

Com conceitos fortemente aplicados, a administração está presente na base de qualquer outra profissão, seja na carreira profissional ou na vida particular. A área é tão ampla que pode ser considerada área meio ou fim. Meio, pois está vinculada com as engenharias, saúde, tecnológica, gestão escolar e negócios educacionais, ou seja, a administração permeia todas as áreas do conhecimento e por meio dela identificamos o sucesso de um empreendimento. Ainda pode ser considerada área fim como objeto de estudo das ciências sociais aplicadas, pois administração é um dos cursos com o maior número de alunos matriculados. Indicativo que a área tem procura e existe demanda por profissionais com esta formação.

Em setembro foi comemorado o dia do administrador e o espírito empreendedor desses profissionais é uma forma de despertar o interesse dos alunos e mostrar o mundo de possibilidades que pode se abrir por meio de ações empreendedoras ainda no banco das escolas.

Ainda no ensino médio, é possível estimular os alunos a identificarem pequenas ações que podem ser desenvolvidas e aproveitadas no mundo profissional. Hoje, já é possível encontrar em várias escolas práticas que ajudam na identificação de potenciais empreendedores e que facilitam a criação de empresas junior. Mostrar realidades e situações diferentes, incentivar novas ideias e oferecer ferramentas diferentes aos alunos ajudam no incentivo e manutenção da jovialidade e entusiasmo necessários para o desenvolvimento de jovens idealizadores.

A grandeza da área administrativa está em proporcionar base conceitual, experiências e habilidades a qualquer área de formação e estar presente no ensino médio pode auxiliar a escolha da formação superior, profissionalizando o jovem antes da conclusão da educação básica ao mesmo tempo que o habilita ao exercício de diversas funções.

Veja outros artigos deste autorVeja artigos de outros autores

obs: respeitar letras maiúsculas e minúsculas

obs: respeitar letras maiúsculas e minúsculas