Datas Comemorativas

Hoje é: Nascimento de Linus Pauling, cientista, EUA (1901).

Amanhã é: Dia Mundial das Doenças Raras. Foi escolhido este dia exatamente por ser também ele raro. Nos anos que não são bissextos, comemora-se no dia anterior, dia 28 de fevereiro.

Artigos

Esther Cristina Pereira - cris@escolaatuacao.com.br

Esther Cristina Pereira é psicopedagoga, diretora da Escola Atuação e vice-presidente do Sinepe/PR.

Abstinência

Só quem já conviveu com alguém que sofre abstinência de algum vício sabe que este é um processo complexo. Se privar de algo - principalmente de um comportamento que já está arraigado no nosso dia a dia - traz sofrimento e exige muita resiliência.

Por outro lado, a internet e seus dispositivos - tablets, smartphones e seus famosos aplicativos, como o WhatsApp - já fazem parte da nossa rotina. Já pensou em ficarmos alguns dias afastados destas tecnologias? Como seria lidar com esta realidade? Qual seria a reação do nosso corpo? Como nosso cérebro se portaria perante esta experiência?

A necessidade de contar tudo a todos "em tempo real" provoca grande ansiedade e diminui a qualidade das relações verdadeiras, aquelas que enfatizam o toque, o carinho do olhar, do encontro. Como resultado, nós como educadores percebemos toda uma geração que vive em função da tecnologia. Não é raro vermos adolescentes dormirem em sala de aula por ficarem a noite inteira jogando com os amigos. Ou então crianças de apenas cinco anos perdendo a linha ao serem "desconectadas" de tablets ou celulares.

Isso é extremamente preocupante, pois temos recebido nas escolas crianças agressivas e com muita dificuldade para socializar, resolver conflitos e dividir. Ao conversarmos com as famílias, nos deparamos com a realidade de que a criança passa de 6 a 8 horas na internet e seus dispositivos eletrônicos - isso em dias de semana. O que concluir?

Certamente, estas crianças estão sofrendo de abstinência da tecnologia ao chegarem na escola, onde existem regras e limites e onde elas precisam trabalhar o corpo em atividades físicas e se concentrar no aprendizado. É claro que a escola não é contrária à tecnologia, mas seu uso precisa ser feito de forma consciente e responsável.

Vale sugerir aos pais deixar os filhos sem internet e acesso a computadores, tablets e celulares por alguns dias para observar o comportamento. Em alguns casos, a experiência pode ser de muito valor. Em outros, a ajuda psicológica pode vir a ajudar a criança.

Veja outros artigos deste autorVeja artigos de outros autores

obs: respeitar letras maiúsculas e minúsculas

obs: respeitar letras maiúsculas e minúsculas